Refeições coletivas

Refeições coletivas

Spice Gourmet investe em consultoria especializada para qualificar restaurantes corporativos

O horário do almoço não serve apenas para repor as energias e saciar o apetite. É também o momento de sociabilidade, onde as conversas dão sentido à refeição. A Spice Gourmet, que atua com soluções industriais em alimentação, baseia seu planejamento em princípios que valorizam a comensalidade contemporânea. O bem estar dos colaboradores de uma empresa passa pelo refeitório. Para quem precisa fazer as refeições fora de casa, é estimulante compartilhar um ambiente agradável, além de boa gastronomia com cardápios customizados, elaborados por cozinheiros em parceria com nutricionistas.

Com forte presença no setor Naval, a Spice prioriza contratos em que possa oferecer consultoria especializada desde à aprovação do projeto da cozinha à execução da obra, passando pela compra de equipamentos, treinamento de equipe e até a ambientação do refeitório. A gastronomia e suas tendências, que celebram o prazer de comer, também fazem parte dos restaurantes corporativos, administrados pela Spice.

A partir desta visão para a alimentação coletiva, a empresa em 2012 planeja continuar sua expansão para o Nordeste, além da Bahia, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, regiões consideradas pólos navais do Brasil. De acordo com Sergio Lopes, CEO da Spice, a “humanização do refeitórioRefeições” está entre os investimentos. Por meio de sistema digital na cozinha e no restaurante será possível avaliar diariamente o nível de satisfação dos colaboradores e de seu cliente principal.

Entre as inovações está previsto a remodelação da identidade visual com a proposta de criar um espaço de convívio que permita maior interação entre os frequentadores. E também criar um canal de comunicação mais eficiente, com informações, por exemplo, sobre alimentação saudável. Tudo isso para mudar a habitual imagem de refeitórios, onde mais parece um lugar apenas para comer rapidamente. Se a hora do almoço se torna um momento especial na rotina de trabalho, o ganho não se restringe apenas à produtividade, mas ao fortalecimento de vínculos com a equipe e os objetivos da companhia.


Sobre a Spice
A empresa de soluções em alimentação do português Carlos Morais começou no município de Niterói, no Rio de Janeiro em 1989. Na ocasião, Morais, que já foi dono de frigorífico e atuava na rede varejista sugeriu terceirizar o serviço de alimentação dos colaboradores do Estaleiro Mauá. A partir daí, ele começou a administrar o refeitório do estaleiro, cliente que mantém após 22 anos no segmento de refeições coletivas.

A Spice tem expertise em serviço de catering, projeta e administra lanchonetes, cafeterias, e restaurantes comerciais. O restaurante Symbol Gourmet, e o espaço para eventos empresariais SLounge, no prédio do Jockey Club, também fazem parte das soluções administradas pela empresa há mais de 14 anos.

Na carteira de clientes, a empresa mantém duas unidades no complexo petroquímico da Comperj, em Itaboraí. Em Niterói, administra duas unidades nos estaleiros Mauá e STX. E em Pernambuco, comanda o sistema de refeição no complexo Industrial Portuário de Suape, em refinarias e estaleiros.